Amazon
Nenhum Comentário
Web

Amazon já tem mais trabalhadores do que a Microsoft

O crescimento da Amazon não pára e a última prova disso mesmo está no último relatório apresentado pela empresa. A Amazon divulgou que está atualmente a empregar 109.800 pessoas. Estes foram os valores apresentados até 30 de setembro, ultrapassando assim os 100. 518 da própria Microsoft.

A evolução da Amazon tem sido impressionante. No último relatório a empresa norte-americana tinha 97 mil empregados, o que significa que contratou 12.800 em apenas três meses. No mesmo período do ano passado, a Amazon tinha 81.400 empregados, o que significa que em apenas um ano contratou 28.400 pessoas. Em termos percentuais, isto representa um crescimento de mais de 25%.

Atualmente a Amazon ainda emprega menos pessoas do que a Microsoft em Seattle (onde está a sede das duas empresas), mas isso pode ser considerado normal, visto que grande parte dos empregados da empresa residem fora dos Estados Unidos. A vertente da empresa que mais pessoas emprega é o atendimento, algo vital para o seu tipo de negócio. E isso levanta logo uma questão, que torna difícil comparar duas empresas com negócios tão diferentes como a Amazon e a Microsoft.

Leia também: Como converter ebooks em formatos de Kindle e iBooks

Mas é fácil perceber o crescimento tão rápido da empresa de Jeff Bezos. A Microsoft foi fundada em 1975 e a Amazon apenas em 1994. Em menos de 20 anos, a criadora do Kindle parece ter dado passos herculianos no que toca ao seu próprio crescimento.

Mais vendas

No relatório, a Amazon também divulgou alguns dados que comprovam o seu claro crescimento. Vejamos alguns deles:

  • As vendas líquidas aumentaram 24% para os 17 milhões, comparativamente aos 13 milhões do mesmo período do ano passado.
  • A empresa prevê realizar vendas líquidas de até 26.5 milhões de dólares, um crescimento de 25% comparativamente ao mesmo período do ano anterior.
  • O prejuízo operacional foi de 25 milhões no terceiro trimestre, uma descida face ao 28 milhões do período homólogo.

 Amazon e microsoft

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *