Fusion-Drive-AppTuts
Nenhum Comentário
Mac

Fusion Drive – Macs com alta performance e alta capacidade

No evento de ontem a Apple apresentou algumas novidades que já eram esperadas, devido aos rumores dos últimos dias. O iPad Mini, um novo Macbook Pro com tela Retina e a atualização do software iBook foram algumas das novidades que estavam sendo aguardadas.

Mas também apresentou grandes surpresas, como um novo iPad (o segundo modelo lançado no mesmo ano) e a atualização do Mac Mini. Entre essas novidades, uma delas nos chamou muita atenção: o Fusion Driver. Um novo conceito que combina a alta capacidade de armazenamento de um disco rígido tradicional com o alto desempenho do armazenamento flash.

Mas o que é um disco rígido? E o que é um SSD?

O disco rígido, também conhecido como HD (derivação de HDD do inglês hard disc drive) é a memória do computador. É nele que os arquivos ficam guardados para serem acessados sempre que preciso. Os programas instalados no seu computador, bem como seus arquivos do Word, Excel ou até mesmo páginas de internet ficam gravados nesta peça do computador. Seu funcionamento lembra muito um tocador de discos de vinil (radiola), pois é uma agulha que lê as informações no disco. E este é o seu maior defeito, pois caso o computador sofra batidas bruscas, essa agulha pode danificar o disco e consequentemente as informações contidas nele.

A evolução do HD é o SSD, sigla do inglês para solid-state drive ou unidade de estado sólido. Ele tem a mesma função do HD, guardar informações, mas o seu funcionamento é completamente diferente. O SSD não possui um disco, apesar de seu aspecto externo ser bem semelhante ao de um HD. O SSD é um circuito integrado semicondutor, ou em poucas palavras: um chip. O pendrive é um bom exemplo de uma memória SSD. Pode-se deixar cair no chão, colocar no bolso, jogar em qualquer lugar e ele continua funcionando.

Além da vantagem óbvia de não estragar tão facilmente, o SSD é muito mais veloz do que o HD; por não exigir partes móveis, são muito resistentes, sendo muito indicados para dispositivos móveis como câmeras fotográficas, filmadoras, tablets, telefones e notebooks. Outra vantagem é o reduzido consumo de energia. Um disco rígido tem que girar, e consome cerca de três vezes mais energia do que o computador gastaria para acessar as informações em um SSD. Isso faz uma diferença enorme em máquinas móveis, onde o consumo de energia e vida útil da bateria são fatores muito relevantes.

Então por que todos os computadores não utilizam SSD ao invés de HD? A resposta é simples: custo e capacidade. As memórias SSD são muito caras, e a sua capacidade de armazenamento é restrita. Entretanto essa é uma tendência perceptível nos produtos da maça mordida. Observe as mudanças entre os primeiros modelos de Macbooks Air e os mais atuais: Os primeiros “Airs” possuiam HD, que logo foram trocados por memórias SSD. Depois foi a vez do Macbook Pro, que vem de fábrica com HD, mas tem a possibilidade de trocar por um SSD. E finalmente o Macbook Pro Retina, que possui apenas SSD. Se continuar assim, espero ver em breve notebooks rápidos e com baixo consumo de energia nas mãos de todos.

Fusion Drive

A Apple na verdade reinventou a roda. Há anos é possível ter em um mesmo computador um ou mais HDs e/ou SSDs. Informações detalhadas de como o Fusion Drive funciona ainda não foram divulgadas, mas a seguinte informação pode ser encontrada no site da própria Apple: “as tarefas que acessam muito o disco, da inicialização, abertura de apps a importação de fotos, ficam mais rápidas e eficientes, porque os itens mais usados são mantidos a postos no armazenamento em flash mais rápido, enquanto os demais ficam no disco rígido.

Uma das grandes vantagens de possuir um Mac é que o computador e o sistema foram criados pela mesma empresa. Assim a “conversa” entre o “o teclado e o que vemos na tela” funciona perfeitamente. Diferente de outros computadores, onde o sistema foi feito por uma empresa e as peças por outra.

A promessa da Apple é que o sistema aprenda como você trabalha, deixando os arquivos mais usados, que precisam de maior velocidade armazenados no disco SSD, e as informações e programas menos utilizados, ficam armazenados no HD. O sistema literalmente troca as informações de lugar, dentro do computador, sem você se preocupar.

Além da velocidade, a grande vantagem deste sistema, é a redução do custo do computador. Com o Fusion drive é possível ter um HD de grande capacidade para armazenar todas suas músicas, filmes e fotos e outro disco SSD para executar seu tocador de música rapidamente. É com certeza um ótimo custo-benefício.

Como ter o sistema Fusion Drive no meu Mac

Nem todos os novos Macs possuem esta tecnologia, pelo menos os modelos padrão. Ao comprar seu novo Mac, é preciso personalizar sua configuração de fábrica e escolher a opção de memória Fusion Drive. Serão disponíveis memórias de 1 ou 3 terabytes. Entretanto não foi divulgado quanto dessa memória será reservada para o HD ou SSD.

Espera-se que nos próximos dias, os preços Fda tecnlogia Fusion Drive sejam divulgados. Certamente não será barato, mas dependendo da sua necessidade pode valer cada centavo.

Outras sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *