kindle
Nenhum Comentário
Web

Kindle da Amazon está à venda oficialmente no Brasil

Duas semanas depois de abrir sua loja online no Brasil, a Amazon agora libera a venda do Kindle, seu conhecido leitor de livros eletrônicos. Ao contrário do que se esperava, o Kindle não está à venda no site da Amazon, mas na loja online do Ponto Frio e nas lojas físicas da Livraria da Vila na cidade de São Paulo, conforme informa a página oficial do Kindle no site da Amazon. O preço “sugerido” é de R$ 299,00.

Aqui no Brasil, a Amazon colocou à venda o modelo mais simples da família Kindle. Nos Estados Unidos e em outros países há vários outros modelos à disposição, incluindo o Kindle Fire que é um tablet Android. O site da Amazon não informa, até o momento da publicação deste artigo, se há previsão de quando veremos os outros modelos por aqui, ou se eles sequer chegarão.

Conheça o Kindle

Kindle no BrasilO Kindle é um leitor de livros eletrônicos, ou ebooks, que tornou-se muito popular nos Estados Unidos, alavancando as vendas dos livros eletrônicos até que elas superassem as vendas dos livros impressos no site da Amazon, conforme a empresa anunciou em maio de 2011. Depois de muitas tentativas por parte de várias empresas, o Kindle fez a adoção de livros eletrônicos em substituição a livros impressos tornar-se uma realidade nos Estados Unidos.

Ele suporta os seguintes formatos de arquivos: Kindle (AZW), TXT, PDF e MOBI sem proteção. Além destes, ele também suporta os formatos HTML, DOC, DOCX, JPEG, GIF, PNG e BMP através de conversão. Você pode ler livros comprados na loja online da Amazon e baixá-los para o Kindle via conexão wireless, ou pode ler arquivos nos formatos suportados que você copia para ele através do cabo USB. Você pode também enviar seus arquivos por email, pois cada leitor que você possui (o Kindle físico ou cada instalação do aplicativo Kindle) recebe um endereço de email único, e basta enviar um email com um arquivo em anexo nos formatos suportados para este endereço, e este arquivo será baixado assim que o leitor eletrônico se conectar à Internet.

O grande apelo do Kindle é que ele se propõe a parecer com uma página de livro, com uma tela mais fosca e que não tem iluminação, tornando assim a leitura mais agradável aos olhos, muito semelhante à leitura no papel. Além disso, a tela permite a leitura até debaixo do sol, pois ela não reflete luz como os tablets ou smartphones. Ele é leve (pesa apenas 170 gramas) e portanto mais fácil de carregar do que a maioria dos livros. E você pode carregar muitos arquivos no espaço de 1,25GB disponível para o usuário e ter portanto uma biblioteca considerável sempre à mão. Segundo a Amazon, neste espaço você pode colocar cerca de 1.400 livros eletrônicos. Por outro lado, você precisará de luz para usá-lo no escuro. Por exemplo, se você for ler à noite com a luz apagada, você precisará ligar o abajur, da mesma forma que faz com livros impressos.

Como é comum em leitores digitais, você pode customizar a fonte, escolhendo o tamanho e tipo de fonte mais agradável para sua leitura, além do espaçamento das linhas. Você pode também rotacionar a tela para colocar na melhor posição para você segurá-lo e ler o texto. Outro ponto forte do Kindle é a duração da bateria. Segundo a Amazon, uma única carga pode durar até um mês com a função wireless desligada, considerando-se uma leitura diária de meia hora.

Kindle no bolso do paletóA Amazon permite que você sincronize suas anotações, marcadores e a página onde você parou a leitura com seus servidores, de forma que se você possuir outro Kindle ou se você utiliza o aplicativo Kindle, estas informações serão sincronizadas com estes outros leitores e você poderá continuar sua leitura em qualquer um deles.

Além de baixar os livros eletrônicos via Internet por meio de conexão wireless, você poderá também comprá-los. O Kindle dá acesso à uma versão mais enxuta (visualmente falando) da loja online da Amazon, e nele mesmo você consegue navegar, encontrar o livro desejado, comprá-lo, baixá-lo, e em seguida começar a lê-lo. Esse é com certeza um apelo muito forte para os leitores mais ávidos.

Ele também oferece um dicionário interno gratuito onde você pode procurar o significado de palavras no texto. A primeira vez que você utilizar o dicionário de uma determinada língua, o Kindle fará o download do respectivo dicionário. Note que se trata de um dicionário de sinônimos, não de tradução entre línguas. Se você procurar por uma palavra em inglês, verá o significado da mesma em inglês.

É importante ressaltar que o modelo do Kindle que está sendo vendido no Brasil, que como eu disse anteriormente é o mais simples da família, não tem tela de toque (touchscreen). Ou seja, toda a navegação deve ser feita através dos botões disponíveis na parte inferior do dispositivo, inclusive o uso do teclado virtual. Embora isso represente uma redução no custo do aparelho, isso pode desagradar usuários que estejam acostumados com tablets e smartphones ou usuários que tenham maior dificuldade com dispositivos eletrônicos em geral. Existem outros modelos com tela de toque, mas por enquanto não foi divulgado quando ou se estes modelos serão vendidos no Brasil.

Para mais informações sobre o Kindle e onde comprá-lo, acesse o site da Amazon no Brasil.

Outras sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *