Nenhum Comentário
iPad

FBI admite que não conseguiria hackear iPhones recentes

Depois de tantos problemas entre a Apple e o FBI envolvendo caso do iPhone 5c do terrorista que causou o massacre de San Bernadino, parece que ainda há mais fatos a repercutirem sobre o assunto. Como foi noticiado recentemente, o departamento de justiça dos Estados Unidos finalmente conseguiu hackear o smartphone do atirador, algo que a Apple se negou a ajudar para garantir a privacidade de seus outros milhões de usuários no mundo.

Leia também: Quebrando o iPhone SE: novo smartphone falha em relação ao 6S

Embora isso tenha deixado muitos usuários de iPhones e iPad mais receosos, parece que eles não tem que se preocupar tanto assim. Dizemos isso porque o próprio diretor do FBI, James Comey, afirmou que já foi extremamente difícil conseguir ultrapassar a segurança do iPhone 5c e que seria impossível fazer o mesmo com iPhones mais recentes no momento atual.

A declaração de Comey ocorreu em uma conferência sobre criptografia e vigilância em uma universidade americana, onde ele revelou que o FBI possui uma ferramenta de destravamento que só funciona em certos celulares. No caso, a ferramenta já não era tão eficaz com o iPhone 5c e sequer funciona com o iPhone 5S, 6 e 6S.

Leia tambémComo liberar até 1GB de espaço no iPhone e iPad

Para conseguirem efetivar o desbloqueio do aparelho, foi necessário recorrer à ajuda de uma terceira parte ainda não identificada pelo FBI ao público. É de se imaginar que se precisarem destravar outro iPhone no futuro, o departamento volte a entrar com uma ação judicial contra a Apple para que a empresa burle a criptografia de seus smartphones.

Enquanto isso, a Apple se limita a prometer a seus usuários que deixará o iOS (sistema operacional dos iPhones e iPads) ainda mais seguro contra hackers e situações deste tipo. Resta esperar para ver se haverá mais capítulos nesta história conturbada.

iphones

 

Outras sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *