Niantic começa a banir jogadores de Pokémon Go
18 de agosto de 2016
Nenhum Comentário
Niantic começa a banir jogadores de Pokémon Go
Niantic começa a banir jogadores de Pokémon Go

Niantic começa a banir jogadores de Pokémon Go

Nenhum Comentário

Faz tempo que a Niantic, desenvolvedora de Pokémon Go em parceria com a Nintendo, tenta manter trapaceiros fora de seu tão popular jogo mobile. É claro que isso vinha acontecendo aos poucos, até porque a empresa estava mais focada em melhorar a experiência dos jogadores em geral e no lançamento do game em diversas partes do mundo.

Agora que tudo se acalmou um pouco, a Niantic finalmente teve tempo para observar melhor as denúncias que recebeu e o comportamento estranho de alguns jogadores, que claramente estavam usando softwares para ter vantagem no jogo.

Leia também: 10 dicas para ser um mestre de Pokémon Go

A companhia já havia avisado que começaria a limpar o game desses tipos de jogadores e que todos deviam evitar usar qualquer tipo de trapaça se não quisessem ter suas contas deletadas. Já na manhã desta quinta-feira, muitos jogadores passaram a receber emails com o temido aviso de banimento.

No email, a Niantic diz que a conta foi finalizada e que o uso de outros aplicativos e softwares que falsificam a localização, emulam o jogo ou que o modificam de alguma maneira é considerado trapaça, algo claramente não permitido em Pokémon Go.

Leia também: Os 73 monstrinhos que chocam dos ovos de Pokémon Go

A empresa ainda avisa que o usuário poderá recorrer da decisão caso acredite que houve algum erro por parte da Niantic. Ainda assim, a conta permanecerá suspensa até que eles possam investigar o caso com mais cuidados. Caso sua conta seja finalizada, todo o progresso se perderá e você terá que começar do zero com uma nova.

niantic pokemon

Fonte: VG24/7

Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo