Shadowrun Returns

Shadowrun Returns

01234
23 de outubro de 2013
Nenhum Comentário

É 2054 e a magia está de volta, Seatlle é habitada por orcs, elfos, magos e seres humanos modificados por tecnologia, meio máquina e meio homem, assim se apresenta a história do clássico Shadowrun, um RPG que mistura fantasia com o mundo cyberpunk. Lançado em 1989 como um RPG de tabuleiro convencional, foi adaptado em 1993 para Super Nintendo e Sega, agora depois de quase 25 anos temos a continuação da franquia de sucesso questionado. Shadowrun Returns traz o mesmo mundo aclamado por sua diversidade e composição.

A sequência só foi possível pelo projeto de arrecadamento feito no Kickstarter, famoso crowdfunding americano, que inicialmente havia sido pedido 400 mil dólares e no final da campanha a Harebrained Schemes LLC  havia conseguido o montante de $1,836,447, o triplo do valor incial.

Os fãs de RPG podem sofrer um certa decepção com o jogo, principalmente aqueles que gostam de títulos como Bastion ou de RPGs mais clássicos, tal como The Hobbit: Kingdoms of Middle-Earth e Kingsroad.

Como jogar Shadowrun Returns

A história é ambientada em uma Seatlle abandonada, onde as ruas estão tomadas por marginais, a ilegalidade prevalece e ar sujo misturado com o clima noir entra em ação – lembrando muito Blade Runner – , no meio disso tudo temos nossos “heróis”, que no inicio do jogo podem ser personalizados, podendo ser modificado a raça, cor da pele, cor do cabelo, armas, poderes e armaduras variadas, um editor tão amplo em seu leque de escolhas que é a primeira vez que vejo tamanha variedade para mobile.

O jogo é baseado na investigação de um assassinato, que é introduzido nos primeiros minutos, o desenrolar da história vai mostrando o porquê da vingança, sendo puramente investigativo e focado nas batalhas, que se sucedem ao decorrer da história. Caixas de diálogos e NPCs variados ajudam a incrementar e a mecânica é adaptada de forma muito simples para as telas, já que tudo é por toque e as escolhas são rápidas e dinâmicas.

Shadowrun Returns para Facebook

O jogo todo segue em turnos e o combate lembra muito os jogos da franquia Final Fantasy Tactics  e pode ser enfadonho neste caso exatamente por isso, já que o ritmo é bem lento e me tirou a paciência algumas vezes. A visão isométrica contribui bastante para os embates e os pontos de cada personagem são divididos como já conhecemos, sendo que os bônus de classe são quase decorativos, pois não fazem muita diferença na batalha.

Conclusão/Opinião

A história e o mundo em que Shadowrun Returns é ambientado é a grande pérola do jogo todo e a campanha The Dead Man’s Switch se mostra um sucesso, mesmo com todas as suas controvérsias.

Os 3 grandes problemas na minha opinião é o fato de o jogo ser extremamente pesado e exigir dispositivos atuais, mas dependendo do ponto de vista deixa de ser um problema, pois é esperado de jogos mais complexos e maiores – 12 horas de jogo em média nesse caso – que se exijam mais do aparelho.

O segundo fator que realmente amarga a experiência é a mecânica de batalha ser muito lenta e todo o jogo se desenrolar de forma previsível e sem um clímax que amenize a sensação de tédio e por último, mas não menos importante,os gráficos mantém certa animosidade por ser desenhado e segue o gênero muito bem, mas deixa a desejar em qualidade, provavelmente uma falha na hora de porta-lo para mobile.

Shadowrun Returns pode ser adquirido para PC na Steam por R$ 34,99 e para dispositivos Android na loja do Google Play por R$ 21,60, um preço salgado levando em conta o título todo. Para iOS você pode clicar no link logo abaixo.

Seções:
Shadowrun Returns
01234 Total de 584 votos.
Design
Facilidade
Usabilidade
Versatilidade
Preço
Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo