Her Story

Her Story

01234
21 de dezembro de 2015
Nenhum Comentário

Quando você pensa em “jogos de mistério para dispositivos móveis”, qual é a primeira coisa que vem na sua cabeça? Aqueles apps para procurar objetos escondidos, como Criminal Case, Sherlock Holmes: Lost Detective e Espelho de Londres, ou aqueles no qual você deve conversar com suspeitos para encontrar o culpado, como Operação Abaporu? Felizmente, em meio a tantos clichês, ainda existem desenvolvedores que trazem histórias inovadoras. Esse é o caso de Her Story, disponível para Windows PC, Mac, iPhone e iPad: por mais incrível que pareça, o seu diferente conceito é uma das melhores coisas que você vai jogar esse ano.

Sendo um verdadeiro detetive

Her Story para Windows PC, Mac, iPhone e iPad é considerado do que se chama de “filme interativo”, por usar, em toda a sua duração, a técnica de full-motion video (FMV, quando a ação do jogo é mostrada por vídeos pré-gravados). Tentativas de games assim são feitas desde os anos 80, mas só foi agora que conhecemos o verdadeiro potencial de um título totalmente nesse estilo.

Em Her Story, você assume literalmente o papel de um detetive. O que se pode ver durante todo o jogo é a tela de um computador antigo com um software policial de armazenamento de vídeos. Conforme você busca por palavras-chave no banco de dados da polícia, fragmentos de interrogatórios gravados são apresentados, todos eles com a mesma mulher, Hannah Smith. A questão é que eles não estão em nenhuma ordem lógica e essa é a graça do jogo.

Her Story para iPhone

Com uma excepcional técnica de narrativa não-linear, os trechos dos depoimentos vão se misturando e você vai entendendo uma história muito bem construída, cheia de reviravoltas. Por mais que a primeira palavra de busca já esteja disponível como uma dica de por onde começar (“murder”; assassinato, em inglês), todas as outras são escolhidas pelo jogador a partir do que se vai descobrindo. É melhor pararmos por aqui, pois qualquer coisa a mais que eu contar sobre a trama, tira toda a graça de Her Story.

Dica: se ficar cansado dos vídeos e estiver com um amiguinho do lado, dê uma olhada na lixeira do computador!

Merece até um Oscar

O visual de Her Story também é fundamental para a imersão do título. Como eu disse, a ideia de fazer o jogador se sentir um verdadeiro detetive é dar para ele as ferramentas para tal: assim, toda a “interface” do computador parece mesmo como se fosse um Windows 98 e os vídeos dão a impressão de estarem guardados por anos em fitas VHS. Aliás, o jogo, além de estar na lista de Melhores Jogos de 2015 pela Apple, ganhou no The Game Awards 2015, o Oscar dos videogames, os prêmios de Melhor Narrativa e Melhor Performance (por Viva Seifert, que interpretou Hannah).

Her Story para Windows

Conclusão/Opinião sobre Her Story

Her Story não é um jogo para qualquer um, infelizmente. Se você procura algo com um pouco mais de ação e aventura, você tem muitas opções igualmente ótimas por aí. Entretanto, se você gosta de bons mistérios e quer descobrir a verdade sobre Hannah Smith, não perca tempo e embarque na intrigante história desse game. O único contra é que ele é totalmente em inglês e já deixamos um aviso: é preciso conhecimento do idioma para ter uma boa experiência de jogo.

Her Story
01234 Total de 34 votos.
Design
Facilidade
Usabilidade
Versatilidade
Preço
Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo