Virtual Box

Virtual Box

01234
1 de outubro de 2012
Nenhum Comentário

A virtualização de sistemas operativos é uma ferramenta poderosa para utilizadores e administradores de sistemas. Poder criar múltiplas máquinas virtuais, com instalações de diferentes OSs e executa-los sobre o mesmo hardware é de uma enorme utilidade para quem precisa de testar configurações e novas aplicações, sem alterar instalações existentes.

O Virtual Box é um aplicativo de virtualização inicialmente criada pela Innotek, que mais tarde foi comprada pela Sun Microsystems, e que agora está nas mãos da Oracle. Semelhante as outras aplicações como o VMWare ou o Virtual PC, ele permite criar uma nova máquina virtual – uma simulação de um computador físico – onde pode instalar um sistema operativo e instalar aplicações.

É assim um sistema operativo a correr dentro de outro sistema operativo. Os recursos do computador – processador, RAM, disco, ligações de rede, teclado e mouse são partilhados entre o sistema operativo base (a host) e a máquina virtual. O que, para testar sistemas, é excelente pois reduz os custos de necessitar ter hardware disponível, além de permitir criar e restaurar Snapshots.

Vantagens

O Virtual Box pode ser hospedado em várias plataformas estando disponível o instalador para Windows, Linux e Mac OSX. Suporta a hospedagem de um grande número de sistemas operativos em máquinas virtuais, incluindo as versões do Windows desde do 3.x ao mais recente Windows 8 e Windows Server 2012, versões do Linux (2.4 e 2.6) como o Ubuntu 12.10, Solaris, OS/2, Open BSD e até o OSx Mountain Lion. O aplicativo inclui guest additions – extras para os sistemas hospedados que melhoram a performance da máquina virtual.

O ambiente gráfico do Virtual Box é uma mais valia, permitindo uma gestão simplificada de múltiplas VMs ao mesmo tempo. No entanto, são incluídos APIs e ferramentas de linha de comandos para um leque de opções de gestão completo e poderoso. A versão 4.2 incluí também melhorias de performance, e novas opções de arranque de VMs, incluindo o arranque automático, após o arranque do sistema hospedeiro.

Virtual Box

O Virtual Box é bastante vantajoso em termos de custo, porque é gratuito e distribuído com uma licença GPL. A natureza Open Source permite desenvolver alterações que um utilizador avançado considere necessário, através do kit de desenvolvimento. As definições são guardadas em XML e podem ser movidas entre hospedeiros. O Virtual Box também suporta snapshots, que copia o estado do sistema hospedado em determinado momento, permitindo regressar a esse estado mais tarde.

Internamente, o Virtual Box apresenta um conjunto de funcionalidade avançadas na partilha de recursos. A versão mais recente (4.2.1) suporta até 32 placas de rede, permitindo a simulação de redes complexas e inclui o suporte a VLANs através do VLAN tagging. A partilha de ficheiros entre hospedeiros e hospedados é grande com múltiplas opções a esse nível. O aplicativo suporta o acesso a USB nas máquinas virtuais, o que permite a sistemas em máquinas virtuais aceder a recursos externos como discos rígidos USB.


Conclusão

A instalação do Virtual Box é simples e direto (basta clicar em Next nas várias janelas que são apresentadas). O instalador incluí os diversos controladores necessários à operação virtual, incluindo as de gráficos e de rede. Estes controladores requerem permissões de administrador para serem instalados. Esta simplicidade justifica a sua instalação e teste, e fornece ao seu utilizador uma ferramenta poderosa para teste e execução de sistemas operativos. É definitivamente, um aplicativo a experimentar. Pronto para testar novos OSs?


Seções:
Virtual Box
01234 Total de 30 votos.
Design
Facilidade
Usabilidade
Versatilidade
Preço



Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo