Airbnb é seguro? 22 dicas para não passar sufoco
16 de abril de 2018
Nenhum Comentário
Airbnb é seguro? 22 dicas para não passar sufoco
Airbnb é seguro? 22 dicas para não passar sufoco

Airbnb é seguro? 22 dicas para não passar sufoco

Nenhum Comentário

Quando falamos em se hospedar na casa de desconhecidos, é natural que haja um pouco de receio, já que você não conhece quem vai te receber ou se até mesmo o que ele disse sobre sua casa é verdade. Por isso, a pergunta “o Airbnb é seguro?” seja feita com frequência em buscadores. Nós já abordamos a questão e afirmamos que sim, o Airbnb é de confiança. Ainda assim, compilamos 22 dicas para não passar sufoco e conseguir tirar o máximo do serviço de hospedagem online ao se cadastrar no Airbnb!

Dica: Ganhe automaticamente R$ 130 reais para usar o Airbnb clicando neste link.

1. Leia atentamente a descrição

Muitas dúvidas podem ser sanadas apenas olhando atentamente a descrição da vaga. O Airbnb conta com diversos filtros que podem atender a uma demanda em específico. Se viaja com seus animais de estimação, por exemplo, tem de prestar atenção se o anfitrião autoriza a entrada de animais. A situação inversa também se aplica, ou seja, caso não goste de animais, note na descrição e nas características se aquela pessoa possui animais que podem o incomodar, entre outros.

airbnb-e-seguro-bichos

2. Saiba exatamente o que está procurando

Além de ler atentamente a descrição, precisa saber exatamente que tipo de acomodação deseja se instalar. Questões como “vou precisar da casa inteira ou alugar apenas um quarto?”, “precisarei de um quarto só para mim ou não tenho problemas em compartilhar?” ou “o anfitrião deverá falar meu idioma ou sei conversar no idioma nativo dele?” devem ser levadas em consideração antes de prosseguir com suas buscas.

3. Fique atento às regras e medidas de segurança do Airbnb

Mesmo que a grande maioria das estadias sediadas pelo Airbnb não possuam qualquer tipo de problema, o serviço mantém uma página dedicada às medidas de segurança que um hóspede pode anunciar caso sua estadia não seja tão agradável. Clique no link e certifique-se de ler a página.

airbnb-e-seguro-seguranca

4. Barganhe!

Ok, essa não é exatamente uma dica de segurança, então pense que estamos falando sobre a segurança de sua carteira. Os preços de reservas no Airbnb estão listadas e, ao confirmar a estadia, você aceita aquele preço.


Ao invés disso, você pode entrar em contato com o anfitrião e conversar com ele para tirar dúvidas e aproveitar para pedir um preço mais baixo, que fique mais de acordo com seu orçamento. Ao combinar um novo valor, o anfitrião pode entrar na vaga e diminuir o preço, permitindo que você reserve sua vaga.

5. O Airbnb não é um hotel

Mesmo que esteja a oferecer serviços de hospedagem, isso não significa que o Airbnb é igual a um hotel. Enquanto nos serviços de hotelaria basta apenas ter um nome, documento de identidade e um cartão de crédito, a abordagem do Airbnb é mais pessoal e criteriosa. Ou seja, não significa que, por poder pagar uma hospedagem, o anfitrião seja obrigado a aceitá-lo como hóspede.

6. Por isso, complete seu perfil

Por isso, assegure-se de completar seu perfil com o máximo de informações possíveis. Além do seu nome e uma foto para identificá-lo, insira informações sobre você, um pouco de sua personalidade e deixe claro suas preferências e restrições. Dessa maneira, se tornará mais fácil conseguir uma vaga em uma hospedagem que esteja mais de acordo com seu perfil e vice-versa.

airbnb-e-seguro-perfil

7. Estreite suas pesquisas

A melhor parte de saber o que está procurando de maneira específica é que pode estreitar suas buscas caso vá se hospedar em uma metrópole como Rio de Janeiro ou São Paulo. Ou seja, não adianta apenas buscar por essas cidades pois existirão milhares de resultados.

Por isso, estreite sua busca a regiões específicas ou levando outros elementos em consideração, como o número de pessoas no seu grupo que usarão a hospedagem – ou se estará sozinho e não precisa de um local com mais vagas, por exemplo. Coisas como evitar hospedagens que aceitem fumantes e até mesmo o valor de estadia já irá o trazer resultados mais prováveis.

8. Fique atento às fotos

As fotos podem ser o primeiro indicativo de problemas com uma hospedagem, por isso evite cair em furadas olhando atentamente a elas. As fotos dos locais que pensa em se hospedar devem estar claras e devem abordar os cômodos sobre diversos ângulos, de maneira que não fique nada escondido ou suspeito. Locais com poucas fotos podem não ser tão bons quanto parecem, então preste bastante atenção nesse quesito.

airbnb-e-seguro-apartamento

9. O Airbnb não é um hotel, mas serviços de hostel também o usam

Se está procurando hospedagem a custo baixo, o Airbnb também permite que procure hostels, sendo uma opção melhor que sites de hotéis no geral. Outro macete que pode usar para reduzir o preço de uma hospedagem é procurar o site de um hostel que esteja oferecendo acomodações pelo Airbnb. Como a plataforma cobra taxa sobre o valor que pagou na hospedagem, é possível que, ao buscar o site de um hostel no Google, encontre a mesma hospedagem a um preço mais baixo.

10. Use os filtros avançados

Além das descrições, fotos e características do local, você pode estreitar suas buscas mais ainda ao usar filtros avançados. Após colocar as informações básicas como data de hospedagem, tipo de acomodação e número de hóspedes, basta clicar no botão Mais filtros para encontrar mais características que podem ser filtradas na sua busca, como a possibilidade de usar a cozinha ou que seja uma acomodação com Wi-Fi liberado.

airbnb-e-seguro-filtros

11. Você também pode procurar pelo mapa

Se existe algum ponto turístico que prefira ficar hospedado, você pode usar o mapa para filtrar suas buscas. Basta dar zoom na região que quer ficar hospedado e o Airbnb irá filtrar as acomodações disponíveis.

airbnb-e-seguro-mapas

12. Procure usuários verificados

Anfitriões experientes em receber hóspedes no Airbnb podem receber uma certificação, que comprova que aquele usuário recebe bem seus hóspedes e já é experiente em receber pessoas em sua acomodação. A verificação também mostra que aquele local é, realmente, propriedade daquele usuário.

13. Procure fotos verificadas

Além dos usuários, o Airbnb também conta com fotos verificadas. Normalmente, essas fotos são tiradas por profissionais e refletem que aquelas são realmente imagens do local onde ficará hospedado.

14. Não aceite pagar em dinheiro…

Apesar de termos aconselhado que procure o site de hostels que também usam Airbnb para economizar na hospedagem, o mesmo NÃO pode ser feito em usuários que oferecem sua residência. Ou seja, não aceite tratar com ele fora do Airbnb, mesmo que ele ofereça um preço menor caso pague em dinheiro. A taxa que o Airbnb cobra da transação foi criado justamente para proteger ambos e, ao aceitar tratar “por fora”, você perde essa proteção.

airbnb-e-seguro-dinheiro

15. …mas também não ofereça

Como falamos no item anterior, tentar negociar por fora para baratear custos significa perda de proteção. Da mesma maneira que deve fugir de quaisquer hospedagens que ofereçam a possibilidade de tratar por fora em dinheiro, também não deve ofertar essa possibilidade.

16. Denuncie quem tentar realizar esse tipo de prática

Esteja você a fazer sua primeira reserva no Airbnb ou anunciando um dos quartos de sua casa no serviço de hospedagem – aprenda como lendo o tutorial completo! -, não aceite de maneira alguma tratar por fora do serviço. Dito isso, vá um pouco além e assegure-se de denunciar quem faz esse tipo de prática, já que foge das regras de comportamento do Airbnb.

17. Pesquise sobre a vizinhança

Normalmente, anfitriões deixarão na descrição algumas informações básicas como a distância para estações de metrô e principais restaurantes ou locais onde pode fazer uma refeição barata ou algum serviço básico. Ainda assim use ferramentas como o Google Maps para pesquisar a vizinhança. Veja como é o entorno do local que ficará hospedado e trace rotas para lugares que pretende visitar.

airbnb-e-seguro-rotas

18. Clique em “Reservar” apenas quando tiver certeza

Quando você clica em Reservar, é como se estivesse a enviar uma proposta comercial. Se o anfitrião aceitar, o Airbnb já faz a cobrança em seu cartão de crédito. Alguns locais oferecem a modalidade de cancelamento flexível, que estorna seu pagamento. Porém, a taxa de serviço nunca é retornada, fazendo com que, de qualquer maneira, acabe perdendo dinheiro.

19. Mais noites pode significar mais descontos

Ou seja, em algumas situações, sua estadia pode ficar mais barata se reservar 7 noites ao invés de 6. Como anfitriões do Airbnb podem fazer ofertas especiais e promoções para convencer outros usuários, é sempre interessante verificar se uma hospedagem que está pesquisando está fazendo esse tipo de promoção.

Se estiverem, vale a pena fazer algumas simulações e verificar se, de repente, ficar essas 7 noites podem ficar mais baratas que 6 noites. Ou 30 dias ao invés de 29, caso seja um desconto pelo mês inteiro. Pesquise bastante antes de fechar negócio.

airbnb-e-seguro-periodo

20. Veja se existem outras taxas incluídas

Apesar de bastante simples, pode ser que anfitriões do Airbnb cobrem mais por alguns serviços extras, como limpeza da casa ou quaisquer outras amenidades. Por isso, novamente reiteramos que leia a descrição atentamente. Além de ver o preço por noite na tela principal, veja quaisquer outros serviços oferecidos que acabem por aumentar o valor da estadia.

21. Leia as reviews

Um dos melhores identificadores de problemas com um usuário – seja ele anfitrião ou hóspede – é ler as reviews dadas a ele. Lendo essas análises, pode descobrir sobre o histórico de uso do serviço e se existe alguma peculiaridade indesejável que não esteja publicada na descrição da vaga.

22. Avise caso vá se atrasar

Outro conselho útil tanto para anfitriões quanto para hóspedes. Antes de seguir para sua vaga, é provável que combinem um horário para chegar e fazer o check-in, pegando as chaves do local e para ser apresentado ao seu quarto e outros cômodos da casa. Se for se atrasar, é interessante avisar à outra parte, evitando reviews negativas ou até mesmo ficar sem poder entrar na hospedagem por conta do anfitrião ter um outro compromisso e não puder te esperar.

Agora que sabe que o Airbnb é seguro, confira outros textos sobre serviços e aplicativos:

O que achou dessas dicas para ter certeza de que um Airbnb é seguro?

Com essa lista de dicas, fica mais fácil descobrir se um Airbnb é seguro e tranquilo de se hospedar ou receber, caso seja um anfitrião. O que achou dessas dicas? Tem mais alguma recomendação a fazer? Comente conosco e compartilhe suas experiências com o serviço de hospedagem!





Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo