Proteger o WhatsApp: 10 dicas para evitar ser hackeado
6 de agosto de 2018
Nenhum Comentário
Proteger o WhatsApp: 10 dicas para evitar ser hackeado
Proteger o WhatsApp: 10 dicas para evitar ser hackeado

Proteger o WhatsApp: 10 dicas para evitar ser hackeado

Nenhum Comentário

O WhatsApp é o aplicativo de conversas mais usado do mundo, o que faz ser o foco de muitos golpes para atacar e hackear a conta de seus usuários. Felizmente, também há muitos métodos de prevenção e certas coisas que você pode fazer fazer para evitar que isso aconteça com o seu perfil. Para saber como agir e o que evitar para proteger o WhatsApp de maneira efetiva, você pode conferir as nossas principais dicas logo abaixo!

Leia também – Voz e Vídeo: Como fazer chamadas em grupo no WhatsApp

1. Evite clicar em links

proteger-o-whatsapp

Antes de qualquer coisa, já vale mencionar a dica mais importante: evitar clicar nos links enviados pelo WhatsApp. Caso seja um contato que você realmente conheça e confie, não há tantos problemas.

Ainda assim, vale perguntar para a pessoa sobre o link se ele parecer meio suspeitos. É possível que um amigo tenho o celular roubado ou o WhatsApp invadido, então é bom ficar atento para proteger o WhatsApp.

2. Não baixe qualquer tipo de arquivo

Outro aspecto importante é que você deve lembrar é de não baixar qualquer tipo de arquivo que te mandarem no aplicativo. Isso pode ser ainda mais complicado do que clicar em links estranhos.

Ao baixar algo que pareça inofensivo, você pode estar fazendo o download de um malware bem sério no seu smartphone. Sempre desconfie desse tipo de coisa e pergunte ao contato antes de baixar algo.

3. Não responda números desconhecidos

Já virou algo comum receber mensagens de números estranhos no WhatsApp. Isso não significa que você deve respondê-los, especialmente se a pessoa não se identificar logo de início.

Se receber arquivos, fotos ou vídeos de um número que não conhece, também sugerimos que não clique em nada. É comum ver pessoas se passando por conhecidos dessa forma também, então sempre fique mais desconfiado para proteger o WhatsApp.

4. Não adicione números desconhecidos

Além de não responder a números desconhecidos, você também não deve adicioná-los aos seus contatos. Esse simples fato pode fazer a pessoa do outro lado ter mais informações sobre você e o seu perfil do WhatsApp.

Há alguns golpes recentes que fazem exatamente isso no aplicativo, então é bom ficar de olho. Caso esteja em dúvida sobre algum número, você pode pesquisá-lo diretamente no Google para ver se há alguma reclamação sobre ele.

5. Não participe de correntes

proteger-o-whatsapp-corrente

É fácil de encontrar golpes do WhatsApp que dependem de muitas pessoas compartilhando uma informação falsa. Essas correntes geralmente envolvem algum link que você precisa acessar ou um arquivo que precisa baixar.

Além de não clicar ou baixar nada, você também deve evitar de compartilhar essas correntes para outros amigos. Isso é comum de acontecer quando a pessoa não se interessa pela “oportunidade”, mas acha que os amigos podem gostar.

Dica: Não repassar correntes também é uma das melhores táticas para evitar compartilhar fake news!

6. Não baixe apps por lá

Como mencionamos acima, você pode receber muitos tipos de arquivo para download no WhatsApp, o que inclui aplicativos. Há golpes que prometem deixar certas redes sociais de outras cores ou oferecem uma versão premium sem precisar pagar nada.

Sempre desconfie e não clique em nada antes de fazer uma pesquisa sobre o assunto específico na internet. Não existem apps mágicos para mudar redes sociais ou oferecer serviços de graça, apenas malwares e vírus que podem infectar o seu smartphone.

7. Não acredite em promoções

Outra tática comum para ter acesso a informações ou ao smartphone de um usuário é usar golpes envolvendo promoções. Muita gente acaba acreditando que ao realizar certas tarefas, terão acesso a uma promoção ou desconto especial.

Isso já foi feito com empresas como o Walmart e O Boticário, algo que fez pessoas clicarem em um link falso. Isso também costuma ser compartilhado em correntes, então tenha cuidado e não acredite nesses golpes.

8. Ignore cupons de desconto

Assim como as promoções que mencionamos acima, você também pode receber mensagens sobre cupons de desconto. Há muito tempo, muita gente acreditou que receberia um cupom do Burger King se clicasse em um link e compartilhasse a mensagem com seus amigos.

O golpe roubou informações e instalou malwares em muitos smartphones, como a maioria faz. Caso se depare com algo assim, pesquise pela marca mencionada na mensagem, já que é fácil de descobrir se o cupom é falso ou verdadeiro através de outras redes sociais da marca em questão.

9. Participe de grupos seletos

Também sugerimos que você não participe de qualquer grupo que encontrar pela frente. Você pode ser um alvo fácil em um grupo cheio de desconhecidos, especialmente pelo fato do seu contato ficar disponível para todos.

Além disso, você pode acabar fornecendo informações pessoais sem perceber se estiver conversando casualmente. Nossa dica é que permaneça apenas em grupos com pessoas conhecidas.

10. Não dê informações pessoais

proteger-o-whatsapp-informacoes

Como mencionamos no tópico anterior, você deve evitar dar informações pessoais pelo WhatsApp. Isso se aplica bastante em outros casos que já mencionamos, como golpes prometendo promoções especiais ou cupons de desconto.

Fora isso, é comum ver pessoas mencionando seus nomes completos, onde trabalham, onde moram e muito mais para meros desconhecidos. Fique atento e seja o mais discreto possível quando estiver conversando com alguém que não conhece tão bem pelo app.

Leia também no AppTuts:

Gostou das dicas para proteger o WhatsApp?

Deu para aproveitar as nossas dicas para saber como proteger o WhatsApp? Não esqueça de deixar seu comentário nos dizendo o que achou das sugestões

Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo