WhatsApp clonado: 5 passos para se prevenir
3 de setembro de 2018
Um Comentário
WhatsApp clonado: 5 passos para se prevenir
WhatsApp clonado: 5 passos para se prevenir

WhatsApp clonado: 5 passos para se prevenir

Um Comentário

Infelizmente, a enorme popularidade do WhatsApp é justamente o que faz o aplicativo ser alvo de golpes, invasões e ataques. Recentemente, muitas contas de pessoas públicas (incluindo políticos) acabaram sendo clonados e foram usados sem o conhecimento dos usuários originais. É claro que isso pode acontecer com qualquer um, então montamos um guia rápido para você se prevenir. Você pode conferir os principais passos para lidar com a questão do WhatsApp clonado logo abaixo!

Leia também: Aprenda a reduzir o uso de dados no WhatsApp em 5 passos

1. Verificação em duas etapas

Infelizmente, não há muitas medidas de segurança no próprio WhatsApp para prevenir ataques deste tipo. A boa notícia é que pelo menos é possível usar a verificação em duas etapas no aplicativo para evitar ter o WhatsApp clonado.

Isso significa que qualquer vez que alguém tentar entrar em sua conta em outro dispositivo, precisará de uma senha além do seu número telefone. Para ativar esse recurso, vá nas configurações do app, clique em “Conta” e em “Verificação de duas etapas”.

whatsapp-clonado

Você só precisará clicar em “Ativar” em seguida, mas será necessário criar uma senha de até 6 dígitos. Sugerimos que não escolha algo muito fácil de ser adivinhado, como o seu aniversário ou outras datas importantes.

Mas lembre-se de criar uma senha que você possa memorizar facilmente, especialmente porquê caso a esqueça, terá de entrar em contato com o serviço de suporte do WhatsApp para conseguir acessar sua conta e, como você já pode imaginar, este procedimento nem sempre é instantâneo, o que impediria seu acesso até que ajudem-no a solucioná-lo.

A ideia realmente é fazer com que a recuperação de senha seja legitimada, caso contrário, os próprios hackers conseguiriam abusar deste recurso para remover a verificação em duas etapas e utilizar seu WhatsApp clonado.


2. Não divulgue informações em redes sociais

Isso devia ser mais óbvio para a maioria das pessoas, mas infelizmente é comum ver muita gente divulgando seus dados em todo lugar. Isso inclui o número de telefone em várias redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram.

Seja mais cuidadoso com isso, afinal o seu número de celular é uma das poucas informações necessárias para um possível ataque ou invasão da sua conta. É preferível que divulgue seu número com conhecidos de maneira privada e não publicamente.

Caso seu número de WhatsApp realmente precise ser público, como uma conta para negócios, você pode ainda fazer ajustes nas configurações do aplicativo para ajudá-lo a proteger minimamente. Seu número ainda será visível, porém outros elementos como sua foto, status e horário de último acesso não precisam ser.

Para fazer isso, siga os seguintes passos:

Passo 1: acesse as configurações do WhatsApp na tela principal, clicando no ícone de três pontinhos no canto direito superior da tela e clicando em Configurações.
Passo 2: no painel de configurações, acesse a opção Conta e então clique na opção Privacidade.
Passo 3: aqui, ajuste as opções de “Visto por último”, “Foto do perfil”, “Recado” e “Status” de acordo com suas preferências para evitar que pessoas que não estejam em seus contatos possam visualizar estes elementos.

3. Verifique se o app foi desconectado do seu smartphone

Felizmente, o WhatsApp só pode ser usado em um celular por vez. Por isso, é impossível que alguém use a sua conta em um smartphone sem que você fique sabendo.

Se alguém conseguir acesso a sua conta, o app será desconectado no seu próprio dispositivo. Se isso acontecer, você já deve ficar em alerta e tomar as medidas necessárias com o WhatsApp para desativar a conta.

Entretanto, vale lembrar que é possível utilizar o WhatsApp no navegador, através de seu recurso Web ao mesmo tempo que no smartphone, ou seja, se o hacker acessar pela Web, seu smartphone não será desconectado. Portanto, é importante ficar em alerta que este não deve ser o único indicador de que sua conta foi clonada.

4. Se for clonado, desative a conta

Como mencionamos acima, é melhor desativar sua conta se perceber que ela realmente foi clonada. Para fazer isso, você deve enviar um email ao próprio WhatsApp no seguinte endereço: “support@whatsapp.com“. Sem as aspas, é claro.

No assunto e corpo do email, você deve colocar “Lost/Stolen: Please deactivate my account” e seu número de celular com o DDI e o DDD apropriado. Desta forma, eles saberão qual conta deve ser desativada.

Este procedimento normalmente não é instantâneo, portanto, considere avisar seus contatos que seu WhatsApp foi clonado.

5. Saiba onde sua conta é usada

prevenir-whatsapp-clonado

Outra coisa que você pode fazer é saber onde a sua conta já está sendo usada. Como mencionamos, não é possível usar o WhatsApp em dois smartphones ao mesmo tempo, mas dá para usá-lo no celular e no PC sem problemas.

Para conferir isso, clique nos três pontinhos verticais na parte direta superior da tela e selecione a opção “WhatsApp Web”. Em seguida, você verá se sua conta está logada em algum lugar, sendo que pode ser de alguma vez que você mesmo o usou no PC.

Se reconhecer algo estranho, clique em “Encerrar todas as sessões”. Isso vai terminar o uso da sua conta em qualquer dispositivo que não seja o seu smartphone.

Leia também no AppTuts:

Gostou das dicas para lidar com o WhatsApp clonado?

Deu para aproveitar o nosso guia para saber como prevenir o WhatsApp clonado? Não esqueça de deixar seu comentário nos dizendo o que achou.


Seções:



Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

1 Comentário

  1. Elizangela 23 de abril de 2019 13:10

    Foi muito proveitoso e esclarecedor esse artigo que vocês postaram, me ajudou muito a esclarecer minhas dúvidas sobre clonagem de whatsapp.

Voltar ao topo