Cookies e endereço IP: portas de acesso para hackers?
Nenhum Comentário
Cookies e endereço IP: portas de acesso para hackers?
Cookies e endereço IP: portas de acesso para hackers?

Cookies e endereço IP: portas de acesso para hackers?

Nenhum Comentário

Em tempos de ataques virtuais cada vez mais frequentes – inclusive envolvendo autoridades do governo -, muita gente tem se questionado sobre a sua real privacidade e segurança ao navegar na internet. Cookies e endereço IP podem revelar mais sobre nós do que imaginamos

Já sabemos que, ao fazer buscas e pesquisas, determinados dados sobre nossas preferências e interesses são armazenados para que empresas e anunciantes possam configurar (e até manipular) resultados, conforme nosso histórico de navegação.

A grande questão é o quão profundamente um site tem acesso aos nossos registros e que tipo de informações são coletadas. Para isso, seguem algumas informações primordiais sobre as duas principais “portas de acesso” aos seus dispositivos: cookies e endereço IP. Além disso, também vamos dar dicas de como melhorar sua segurança na internet.

O que são os cookies?

cookies

Obviamente que não estamos falando dos deliciosos biscoitos da imagem acima. Quando você visita um site pela primeira vez, ele envia ao seu computador um pequenino arquivo, geralmente em formato texto, chamado cookie.

O objetivo é registrar sua atividade na página para que, quando você retornar, algumas funcionalidades possam estar pré-configuradas e personalizadas, permitindo que você ganhe tempo no processo de busca.

Assim, itens deixados num carrinho de compras não são automaticamente excluídos; você tem acesso aos últimos produtos visualizados; formulários já vêm automaticamente preenchidos, além de algumas outras vantagens, em razão dessa prévia coleta de dados.

Cookies são inofensivos e não transportam vírus. Entretanto, o perigo é permitir que um site mal-intencionado envie um cookie ao seu computador, pois dentre outras informações, esse pequenino arquivo-robô é capaz de coletar: o idioma utilizado, a sua localização, os seus dados pessoais, o login e a senha da sua conta de e-mail e o seu endereço IP. Nesse último caso, a questão pode se transformar em uma tremenda dor de cabeça.


A medida preventiva aqui é sempre ter a certeza de somente aceitar cookies de páginas confiáveis e, para os mais prudentes, limpar o cache assiduamente.

O que é o endereço IP (Internet Protocol)?

cookies-endereco-ip

Comumente chamado de “o seu CPF na internet”, o seu e o meu endereço IP são números únicos e diferentes um do outro, que servem para identificar qualquer dispositivo conectado na grande rede, fazer a comunicação com outros computadores ou servidores, bem como para enviar e receber dados.

Ainda que somente com um número de endereço IP em mãos um hacker não consiga invadir o seu computador, ele é essencial para iniciar uma atividade criminosa, como espionar sua webcam.

O endereço IP fornece a sua localização geográfica aproximada e o nome do seu provedor de internet, o que, teoricamente, não são informações comprometedoras. Contudo, se você não tiver sistemas de proteção adequados, como um firewall ou um software antivírus, o acesso se torna altamente vulnerável a um ataque.

Igualmente, configurações inadequadas no modem ou no roteador abrem brechas para que invasores possam realizar ataques bem-sucedidos. Afinal de contas, raramente nos preocupamos em criar e manter senhas fortes e seguras para proteger seus dispositivos, mesmo que já existam apps especializados nisso.

Assim, no caso do endereço IP, o cuidado deve ser redobrado. O número é facilmente identificável ao estabelecer contatos, seja nas redes sociais, nos serviços de comunicação, tais como o Skype e, principalmente, ao fazer download e permitir o upload de arquivos na internet, através de compartilhamento peer-to-peer (P2P).

Certifique-se de que o firewall de seu sistema operacional esteja corretamente configurado e funcionando, assim como faça uso de um bom antivírus, pois ambos são complementares e não excludentes. Enquanto o firewall tem o objetivo de proteger seu dispositivo contra a invasão de hackers e tráfego não autorizado, o antivírus atua na identificação e eliminação de softwares maliciosos que visam danificar seu computador.

Use um serviço VPN para se proteger!

Por fim, e não menos importante, é altamente recomendada a utilização de um serviço de VPN (Virtual Private Network) – sobretudo ao navegar na internet utilizando redes públicas -, onde seu endereço IP certamente estará mais exposto, uma vez que a origem e confiabilidade daquele provedor de acesso é incerta. Com isso, mesmo os cookies não serão capazes de denunciar de onde está partindo sua conexão.

Além de criptografar os dados enviados e recebidos, o provedor de VPN fornece a você um IP de um de seus servidores localizados ao redor do mundo, mascarando assim sua real localização e permitindo a navegação totalmente anônima.

Já conhecia a solução de VPN para se proteger de acessos maliciosos ao seu computador ou smartphone? Comente conosco como costuma manter seus equipamentos seguros de hackers!


Seções:



Junte-se a nós na nossa área de membros!
Faça login ou registre-se e receba as novidades em primeira mão.
Guarde artigos para ler mais tarde ou acesse aos seus favoritos.

Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo